PNUA desenvolve instrumento para medir consumo de energia e emissões de dióxido de carbono

Nova Iorque, Estados Unidos (PANA) - O Programa das Nações Unidas para o Ambiente (PNUA) desenvolveu um instrumento para medir o consumo de energia e as emissões de dióxido de carbono em casas e gabinetes, indica um comunicado onusino publicado quarta-feira.

O comunica,  transmitido à PANA em Nova Iorque, declara que o desenvolvimento deste instrumento pode conduzir à criação dum sistema uniforme para definir o impacto climático dos edifícios.

O instrumento, designado «Carbono Comum Métrico (CCM) », foi desenvolvido pela Iniciativa dos Edifícios Duráveis e Mudança Climática do PNUA e deve ser observado pela Organização Internacional de Normalização (ISO), o maior operador do desenvolvimento e editor mundial das normas internacionais.

As emissões de dióxidio de carbono dos edifícios vão passar de oito biliões e 600 milhões de toneladas em 2004 para 11 biliões 100 milhões de toneladas em 2020, precisa o comunicado.

Segundo o PNUA, o desenvolvimento de novas normas para edifícios pode ajudar os Governos a planificarem mais eficazmente a realização dos objetivos nacionais sobre a durablidade e a redução das emissões de carbono.

Lançado anteriormente durante a conferência sobre mudança climática da Organização das Nações Unidas (ONU) em Copenhaga (Dinamarca) em 2009, o CCM mede a utilização da energia e das emissões de gás com efeito de estufa equivalentes nos edifícios por metro quadrado ou por ocupante durante um ano.

-0- PANA AA/VAO/AKA/DIM/DD  03agosto2011

03 Agosto 2011 19:52:08


xhtml CSS