PCD e MDFM-UDD concorrem coligados às legislativas são-tomenses

São Tomé, São Tomé e Príncipe (PANA) – O Partido da Convergência Democrática (PCD) e  a União-MDFM/UDD, duas forças políticas da oposição são-tomense, decidiram coligar-se para concorrem juntas às eleições legislativas de 7 de outubro próximo no país, soube-se de fonte partidária em São Tomé.

Segundo a agência são-tomense de notícias (Stp-press), que cita o presidente do PCD, Arlindo Carvalho, o pacto da coligação entre as duas formações será estabelecido nos próximos dias.

“Enquanto partidos oriundos da mesma família, vimos conversando com partidos da oposição como MDFM-UDD no sentido de juntarmos as nossas forças para as próximas eleições legislativas de 07 de outubro no país”, disse Arlindo Carvalho,  numa reunião partidária.

O líder do segundo maior partido político da oposição parlamentar são-tomense, disse ser  preciso “viabilizar uma alternativa em que os São-tomenses se revejam, acreditem e apostem, renovando assim as esperanças de mudarem as suas vidas”.

Sustentou ainda que tanto o PCD como o MDFM “têm experiência de governação e de ideias” para conduzir o país ao desenvolvimento sustentável.

Nas últimas legislativas de 2014, o PCD foi o terceiro partido mais votado, tendo conquistado cinco dos 55 deputados que compõem o Parlamento são-tomense, enquanto a UDD (União dos Democratas para a Cidadania e Desenvolvimento) obteve apenas um assento e o MDFM (Movimento Democrático Força da Mudança - Partido Liberal não elegeu nenhum deputado.

-0- PANA IZ 22agosto2018

22 août 2018 10:16:10


xhtml CSS