PAM transporta alimentos de avião para o leste da RD Congo

Nairobi- Quénia (PANA) -- O Programa Alimentar Mundial (PAM) iniciou uma operação de emergência para o carregamento de ajuda humanitária de avião a mais de 100 mil deslocados na cidade de Bunia, que fugiram dos combates no leste da RD Congo.
A operação, financiada inteiramente pela Comissão Europeia, o PAM e a Acção Agrária Alemã, iniciou sexta-feira e prevê distribuir 892 toneladas métricas de alimentos, incluindo farinha de milho, feijão e óleo alimentar para 15,000 pessoas, na sua maioria mulheres e crianças.
A ajuda é tida como suficiente para alimentar os deslocados em Bunia por um mês.
"Grande parte destas pessoas estão exaustas e extremamente famintas desde que chegaram em Bunia", disse Felix Bamezon, Director do PAM na República Democrática do Congo.
Adiantou que "muitos deles têm viajado a pé há vários dias, sem abrigo ou descanso e acharam finalmente um sítio seguro, mas não têm meios de conseguir comida.
É uma situação desesperante que exige medidas urgentes como o carregamento dos alimentos de avião.
" Os combates entre os grupos étnicos Hema e Lendu na província de Ituri obrigaram muitos homens, mulheres e crianças a fugirem para Bunia, onde se juntaram a milhares de deslocados das cidades de Epulu e Mambasa na província Oriental.
Os anos de guerra no leste da RD Congo destruiram grande parte das infra-estruturas, estradas, pontes e tornaram várias áreas inacessíveis.
A insegurança prevalecente levou o PAM a suspender, em Agosto passado, a transportação de ajuda humanitária a Bunia por estrada sendo o carregamento aéreo o único meio para a distribuição de alimentos ao deslocados.
O Director do PAM sublinhou que "o início desta operação é uma medida positiva porque estaremos finalmente em condições de assistir dezenas de milhares de pessoas famintas".
"Mas, dado o alto custo dos carregamentos aéreos, a distribuição de alimentos aos beneficiários dessa forma pode ser somente uma solução a curto prazo.
A longo prazo precisamos que os combates cessem para que possamos chegar a essas áreas por estrada.
" A operação completa deverá durar cinco semanas.
O PAM pretende ainda transportar ajuda humanitária de avião a outras partes do leste da RD Congo, incluindo a cidade de Kindu na província de Maniema onde 120 mil deslocados necessitam de assistência.
No total, o PAM assiste cerca de 1,5 milhões de deslocados na RD Congo, cujas condições de vida e o estado nutricional são extremamente precárias.

01 Fevereiro 2003 13:54:00


xhtml CSS