PAM encerra serviço aéreo no Sudão por razões financeiras

Cartum, Sudão (PANA) – O Programa Alimentar Mundial (PAM) será obrigado a encerrar o seu serviço aéreo no Sudão no fim de setembro corrente por causa dum défice de financiamento, indicou o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação dos Assuntos Humanitários (OCHA) num comunicado entregue quinta-feira à PANA em Cartum.

Segundo este comunicado, o Serviço Aéreo Humanitário das Nações Unidas (UNHAS) está confrontado com um "défice de financiamento de nove milhões e 900 mil dólares americanos que, se não for resolvido, obrigará o PAM a encerrar o serviço aéreo no fim de setembro corrente".

A organização humanitária continua a defender a imunização  de 165 mil crianças nas zonas controladas pelo SPLM-N no Estado de Kordofan-Sul , no oeste do Sudão, perto das fronteiras com o Sudão do Sul, no Estado do Nilo Azul, no Estado do Sudeste, perto da fronteira com a Etiópia.

O comunicado sublinha que no Estado do Nilo Branco, no centro do Sudão, que alberga  pessoas deslocadas e refugiados do Sudão do Sul, existem lacunas nos serviços de água e de saneamento para os refugiados, apesar do fornecimento contínuo da ajuda humanitária.

As precipitações sazonais são de 25-80 porcento inferiores à média na maior parte do país, apesar da sua melhoria em agosto último.

« Devido a dificuldades na importação de material de ajuda no Sudão, o PAM está confrontado com penúria de cereais no leste de Darfur, pois os stocks suplementares não são esperados antes do fim de outubro próximo », acrescentou o comunicado.

-0- PANA MO/VAO/AKA/BEH/IBA/FK/TON 11set2015

11 Setembro 2015 15:30:13


xhtml CSS