PAM duplica ajuda de emergência a deslocados na província nigerina de Diffa

Nova Iorque, Estados Unidos (PANA) – O Programa Alimentar Mundial (PAM) duplicará a sua ajuda alimentar e nutricional para aumentar progressivamente o seu apoio a fim de salvar a vida de mais de 250 mil pessoas no sudeste da região de Diffa, no sul do Níger, invadida por combatentes da seita islamita Boko Haram, indica um comunicado da referida instituição.

Face a uma nova onda de deslocamentos na sequência dos recentes ataques da seita Boko Haram nesta região, o PAM declarou ter distribuído, recentemente, 15 dias de rações alimentares de emergência a mais de mil 400 pessoas recém-deslocadas refugiadas na cidade de Diffa, de acordo com a nota transmitida quarta-feira à PANA em Nova Iorque.

« Esta semana, a ajuda alimentar, avaliada em 157 toneladas de víveres, está a caminho a favor de vários milhares de outras pessoas recém-delocadas em zonas situadas entre as cidades de Diffa e Bosso », lê-se no documento.

Citado no comunicado, o diretor adjunto do PAM no Níger, Belkacem Machane, declarou que várias dezenas de milhares de pessoas foram deslocadas na semana passada na sequência dum ataque mais mortífero, nunca registado desde abril de 2015, e que mais da metade destas são mulheres e crianças.

"São pessoas já deslocadas várias vezes devido à violência que está a alargar-se na fronteira com a Nigéria. Estão agora cansadas, pois muitas percorreram 10 a 40 quilómetros e chegam num estado de choque, precisando com urgência duma ajuda alimentar, de abrigos e de água. Enquanto a situação das recém-deslocadas se torna mais clara", lamentou o PAM.

O PAM, prossegue o documento, prevê continuar a assistir os mais desfavorecidos da cidade de Diffa e nas zonas em que estão deslocados, nomeadamente Ngagam, Kintchandi e Garim Wazam".

Acrescentou que mais de 240 mil pessoas foram obrigadas a abandonar suas casas na província de Diffa, enquanto um total de 450 mil outras na localidade, ou seja quase 70 porcento da população, sofrem de fome. Com o início de junção que precede as colheitas, o PAM receia que a questão da fome venha a agravar-se.

O PAM indicou precisar, com urgência, de 20 milhões de dólares americanos para os próximos seis meses a fim de ajudar as pessoas deslocadas pela crise do Lago Tchad.

-0- PANA AA/MA/MTA/TBM/SOC/FK/DD 16junho2016

16 Junho 2016 12:13:53


xhtml CSS