Organização Internacional Francofonia institui prémio de democracia

Bamako- Mali (PANA) -- A Organização Internacional da Francofonia (OIF) anunciou terça-feira em Bamako a criação dum Prémio Francófono de Democracia, Direitos Humanos e Paz.
De acordo com a delegada para os Direitos Humanos e Democracia da OIF, Christine Desouches, o prémio será atribuído às pessoas físicas ou morais em reconhecimento da sua contribuição para a protecção dos direitos humanos e a promoção da democracia e da paz.
"Este prémio, mesmo modesto, será alguma coisa de muito importante na ilustração do compromisso comum de todos os países membros da Francofonia a favor da democracia, dos direitos humanos e da paz", precisou Desouches à PANA.
"Não temos nenhuma limitação na atribuição do prémio que poderá ser atribuído a uma instituição combatente ou vigilante no cumprimento e respeito da sua missão num contexto particularmente difícil", indicou a reponsável da Francofonia, apontando as Comissões Eleitorais Nacionais Independentes (CENI).
O prémio Francófono de Democracia, Direitos Humanos e Paz poderá ser igualmente atribuído a um defensor dos direitos humanos ou a um estudante que permita "a emergência ou a consolidação dos conceitos com legitimidade".
"É uma vasta campanha que tentaremos precisar com as personalidades eminentes que nos ajudam", prosseguiu Desouches que falava após o encerramento do Simpósio Internacional sobre Práticas da Democracia, Direitos Humanos e Liberdades no Espaço Francófono.
Cerca de 300 participantes provenientes de 63 Estados membros da Francofonia participaram no encontro que terminou com a adopção duma Acta Final de Bamako que encoraja a diplomacia preventiva para enfrentar as ameaças à paz e à estabilidade internacionais.

09 Novembro 2005 13:33:00




xhtml CSS