Oposição togolesa deplora falta de comunicação na subida de preços de combustível

Lomé, Togo (PANA) - O presidente da União das Forças de Mudança (UFC, oposição), Gilchrist Olympio,  deplorou a falta de comunicação do Governo togolês sobre a subida do preço dos produtos petrolíferos que estão na origem de manifestações de protesto dos taxistas que provocaram, terça-feira, em Lomé, um morto e vários feridos, constatou a PANA.

"Há um défice de comunicação do Governo. É da responsabilidade dos dirigentes demostrar pedagogia nos tempos difíceis para as populações", reagiu Olympio, num comunicado publicado quinta-feira sobre os protestos contra a subida dos preços dos produtos petroleiros que julga preocupante.

O líder da UFC, que fala pouco nos últimos tempos, depois da sua colaboração com o poder instituído desde 2010, apela para a calma e para a contenção para que as negociações com as autoridades desemboquem numa solução "justa e equitativa".

Terça-feira, a subida do preço dos produtos petroleiros provocou revolta nas ruas de Lomé, a capital, onde taxistas bloquearam e paralisaram a circulação, erguendo barricadas e provocando confrontos com as forças de segurança em protesto contra esta subida ocorrida  depois da de 27 de janeiro último.

-0- PANA FAA/BEH/MAR/IZ 03março2017

03 Março 2017 07:39:27


xhtml CSS