Oposição exige repatriamento de 2500 Mauritanos da República Centroafricana

Nouakchott, Mauritânia (PANA) – A Coordenação da Oposição Democrática (COD), um coletivo de 10 partidos políticos, deplorou “a situação trágica” dos Mauritanos residentes na República Centroafricana (RCA) e criticou “o imobilismo” das autoridades do país, indicou uma declaração divulgada esta terça-feira.

A COD notou que : « a comunidade mauritana da República Centroafricana sofre da situação de grave crise prevalecente neste país, vítima diariamente de torturas e de saques, obrigando  famílias inteiras a deixarem as suas casas e fugirem para zonas onde  não estão em segurança”.

« Face a esta realidade trágica que afeta duas mil 500 pessoas, o poder mauritano reagiu por promessas incertas », deplorou o coletivo que exigiu «o repatriamento para o país dos membros desta comunidade  o mais cedo possível  e imputa ao poder a inteira responsabilidade pelas implicações  do que poderá  acontecer aos membros da comunidade caso ela não for socorrida ».

A República Centroafricana é palco há vários meses de massacres de caráter confessional que implicam muçulmanos originários do norte do país e às vezes estrangeiros e cristãos do sul.

-0- PANA SAS/TBM/IBA/FK/DD  14jan2014

14 Janeiro 2014 22:31:48




xhtml CSS