OIT considera Tunísia país de tráfico de mulheres

Túnis, Tunísia (PANA) - A Tunísia é considerada como uma fonte e uma região de trânsito para  operações de tráfico de mulheres e raparigas, afirmou sábado em Túnis a representante da Organização Internacional para  as Migrações (OIM), Helène Le Goff.

Durante um colóquio sobre  ''o tráfico de mulheres'', Le Golf disse que esta prática visa essencialmente mulheres migrantes que não estejam em situações jurídicas normais ou vítimas do pauperismo e de conflitos armados nos seus países de origem.

Estas vítimas encontram-se muitas as vezes num espaço cultural diferente do a que estão habituadas sem dominar a língua falada neste espaço, comentou Le Goff.

Estas mulheres são, na maioria dos casos, sem identidade jurídica, desprovidas de serviços sanitários e proibidas de trabalhar, o que as expõe a práticas de maus tratos e de exploração por parte das pessoas implicadas no tráfico de pessoas.

-0- PANA AD/IN/IS/DD 18out2014

18 Outubro 2014 20:55:43


xhtml CSS