OIF reafirma dedicação à integridade da RD Congo

Ouagadougou- Burkina Faso (PANA) -- A Organização Internacional da Franconfonia (OIF) reafirnou sábado em Ouagadougou, no termo dos trabalhos da sua X cimeira, a sua dedicação ao respeito pela soberania, integridade territorial e independência da República Democrática do Congo.
Os chefes de Estado e de governo francófonos apela o governo congolês de união nacional para prosseguir as reformas previstas pelo "roteiro" e pedem ao secretário-geral da OIF, Abdiou Diouf, que mobilize os meios da organização por forma a apoiar a realização de eleições democráticas com calma e segurança nesse país.
A OIF saúda ainda a realização em Dar es-Salaam (Tanzânia), de 19 a 20 de Novembro de 2004, da conferência internacional para a paz, segurança, democracia e desenvolvimento na região dos Grandes Lagos, na qual participaram 11 Estados desta região sob os auspícios das Nações Unidas e da União Africana com o apoio de parceiros no desenvolvimento.
A organização considera ainda que os conflitos endémicos e a persistência da insegurança na região estão na origem das crises humanitárias, das graves violações dos direitos humanos, do genocídio e dos crimes contra a humanidade, de que as populções são vítimas nestes últimos anos.
A OIF declara consequentemente apoiar esta nova iniciativa "que ressalta os valores democráticos e a boa governação como condições prévias para a consolidação da paz, segurança e desenvolvimento", assim como a participação da sociedade civil.
O Presidente congolês Joseph Kabila tomou parte nesta cimeira da OIF, à semelhança de Paul Kagame, seu homólogo ruandês e irmão inimigo, recorde-se.
Uma longa crise existe entre os dois países que se acusam mutuamente de investidas de elementos armados vindos do território de um ou do outro para perpetrarem ataques muitas vezes sangrentos.

28 Novembro 2004 12:45:00




xhtml CSS