Observadores dos direitos humanos da UA e da CEDEAO no Mali

Bamako, Mali (PANA) - Um primeiro grupo de cerca de 10 observadores dos direitos humanos já está no Mali, em aplicação das decisões do Conselho de Paz e Segurança (CPS) da União Africana (UA) e da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) de desdobrar cerca de 50 observadores dos direitos humanos no quadro da Missão Internacional de Apoio ao Mali (MISMA), soube a PANA de fonte oficial.

A equipa dos observadores é liderada por Rein Alipini Gansou, advogada e professora de direito na Universidade de Abomey-Calavi, no Benin.

Os observadores serão desdobrados nas regiões de Gao, de Tombouctou e de Kidal (norte do Mali) para acompanhar a situação dos direitos humanos nesta região reconquistada pelas forças francesas Serval em colaboração com as forças africanas depois de ter sido ocupada durante cerca de 10 meses por grupos islamitas e rebeldes armados.

Estes observadores vêm nomeadamente do Benin, do Burkina Faso, dos Camarões, da República Centro-Africana, da República Democrática do Congo, do Quénia, da Nigéria, do Senegal e da Serra Leoa.

A sua deslocação ao Mali segue-se a recentes casos de exações atribuídos a militares malianos contra as populações tuaregues e árabes no norte do do país, indica-se.

-0- PANA GT/JSG/MAR/DD 10abril2013

10 Abril 2013 10:16:58




xhtml CSS