Obama em destaque na imprensa sul-africana

Cidade do Cabo- África do Sul (PANA) -- A imprensa sul-africana juntou-se esta semana a milhões de cidadãos na celebração da investidura de Barack Obama como o primeiro Presidente americano negro.
Numa coluna do "Business Day", Tim Cohen, que assistiu à cerimónia de investidura em Washington, disse que os Sul-africanos que se recordam da tomada de posse de Nelson Mandela em 1994 poderiam reconhecer facilmente a atmosfera quando Obama foi empossado como o 44º Presidente dos Estados Unidos.
Cohen disse que a política tem uma capacidade incrível de galvanizar e inspirar, despertar e entusiamar, como demonstrou a investidura de Obama, mas ela tem também uma capacidade terrível de decepcionar.
Por seu turno, o ex-líder do partido da oposição Aliança Democrática (DA), Tony Leon, advertiu que a África do Sul pode estar em rota de colisão com a nova administração Obama sobre no que diz respeito aos direitos humanos.
Numa coluna no "Times", Leon escreveu que Obama oferece a oportunidade aos Estados Unidos e ao mundo de olhar para soluções baseadas nos direitos humanos e multilarais para a crise mundial.
"A África do Sul deverá ser um parceiro disposto e vigoroso no plano para criar uma ordem mundial mais justa.
Mas os nossos recentes votos e vozes em fóruns internacionais, como as Nações Unidas, colocaram- nos em rota de colisão potencial com uma Casa Branca mais iluminada e misturou-nos com as nações violadoras dos direitos e regimes autoritários", sublinhou.
O "Mail

24 Janeiro 2009 09:56:00


xhtml CSS