ONU refuta acusações de parcialidade contra Gbagbo na Côte d'Ivoire

Abidjan, Côte d'Ivoire (PANA) – A Operação das Nações Unidas na Côte d'Ivoire (ONUCI) reafirmou, esta segunda-feira,  a sua imparcialidade no quadro dos seus esforços visando encontrar uma solução pacífica para a crise pós-eleitoral neste país da África Ocidental.

Acusada pelos apoiantes do Presidente cessante, Laurent Gbagbo, de apoiar o adversário deste último, Alassane Ouattara, a missão onusina rejeita como sendo "infundadas" as alegações sobre a sua assistência militar aos ex-beligerantes sob forma de transporte de tropas armadas ou de presença na sua zona de elementos armados não onusinos.

«A ONUCI quer tranquilizar o povo ivoiriense que ela continuará concentrada na execução das  tarefas que lhe confiou o Conselho de Segurança da ONU, com estrita neutralidade no plano militar », indica a missão num comunicado.

Desde a eclosão da crise pós-eleitoral na Côte d'Ivoire, a ONUCI, acusada de parcialidade, foi várias vezes objeto de agressões por parte dos apoiantes de Laurent Gbagbo que reclama pela sua retirada do território ivoiriense.

-0- PANA BAL/JSG/FK/IZ 21fev2011

21 Fevereiro 2011 14:43:13




xhtml CSS