ONU procura $ 7,7 biliões para ajuda humanitária em 2012

Nova Iorque, Estados Unidos (PANA) – A ONU e os seus parceiros lançaram quarta-feira um apelo para sete biliões e 700 milhões de dólares americanos para prestar, em 2012, ajuda humanitária a 51 milhões de pessoas espalhadas por 16 países.

Segundo a ONU, milhões de pessoas serão atingidas por emergências causadas ou agravadas pelo impacto das mudanças climáticas, pela insegurança alimentar e pela escassez da água, pelas crises económicas e políticas, pelas migrações, pela urbanização e a rápida explosão demográfica.

"Precisamos com urgência do apoio constante das populações e dos Governos do mundo para ajudar os que estão em necesssidade absoluta", declarou em Genebra, na Suíça, a responsável dos Assuntos Humanitários da ONU, Valérie Amos, citada num comunicado divulgado em Nova Iorque.

Amos disse que o apelo para 2012 é o maior já lançado desde a criação do Processo de Apelo Consolidado (CAP), em 1991.

O apelo destina-se, entre outros, à República Centro-Africana (RCA), ao Tchad, à Côte d'Ivoire, à República Democrática do Congo (RDC), ao Djibuti, ao Quénia, ao Níger, à Somália, ao Sudão Sul, ao Sudão e ao Zimbabwe, explicou.

"Quatro milhões de pessoas necessitam duma ajuda humanitária de urgência apenas na Somália, e cerca de 600 mil refugiados solicitaram a proteção ao Quénia", disse Amos.

"As necessidades do Corno de África serão de 20 porcento mais elevados em 2012 do que em 2011", afirmou.

No ano passado, as Nações Unidas e os seus parceiros solicitaram mais de sete biliões e 400 milhões de dólares americanos para ajudar 50 milhões de pessoas vítimas dos efeitos dos conflitos e das catástrofes naturais em 28 países.

-0- PANA AA/BOS/ASA/AAS/SOC/CJB/IZ 15dez2011

15 Dezembro 2011 21:09:05


xhtml CSS