ONU preocupada com ameaça crescente de crimes organizados na África Ocidental

Nova Iorque, Estados Unidos (PANA) – O Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU) exprimiu quarta-feira as suas vivas preocupações relativas aos laços entre o tráfico de droga e outras formas de crimes transfronteiriços organizados na África Ocidental.

O CS da ONU sublinhou, por conseguinte, num comunicado, a necessidade de reforçar a cooperação regional e desenvolver estratégias para combater esta ameaça crescente.

O comunicado foi divulgado no termo duma reunião convocada pela delegação de França que assume a presidência rotativa do CS para dezembro corrente.

A reunião versou sobre as declarações do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, do diretor executivo do Escritório das Nações Unidas contra a Droga e Crime (ONUDC), Yury Fedotov, e do representante especial do Secretário-Geral da ONU para a África Ocidental, Said Djinnit.

O encontro exortou os países da África Ocidental e a região do Sahel a reforçarem o controlo das suas fronteiras a fim de conter efetivamente a proliferação das ameaças transfronteiriças tais como o tráfico de droga.

O  CS encorajou igualmente os países-membros e organizações interessadas a reforçarem a cooperação e estratégias para combater o tráfico de droga transfronteiriço e ajudarem os países-membros da região a reforçarem as suas capacidades a fim de garantir a segurança das suas fronteiras contra estes flagelos.

As últimas estimativas das Nações Unidas demonstram que a cocaína, avaliada em um bilião 250 milhões de dólares americanos, transita anualmente pela África Ocidental.

Além disso, de acordo com a ONU, uma grande porção de estupefacientes que entra pelas costas da África Ocidental passa pelo Sahel para chegar ao Mar Mediterrâneo.

-0- PANA AA/VAO/ASA/TBM/SOC/FK/DD 18dez2013

19 Dezembro 2013 17:19:01


xhtml CSS