ONU lamenta emboscada contra soldados da paz na Côte d'Ivoire

Nova Iorque, Estados Unidos (PANA) – A Missão da Organização das Nações Unidas (ONU) na Côte d’Ivoire condenou, nesta quinta-feira, a emboscada montada pelas forças armadas leais ao Presidente cessante Laurent Gbagbo contra soldados da paz em Abidjan, a capital económica ivoiriense.

A missão indicou num comunicado transmitido à PANA em Nova Iorque que os soldados da paz compostos pelo pessoal militar e policial da ONU regressavam duma patrulha no subúrbio de Abobo quando foram alvos de um tiroteio que os obrigou a replicar.

A missão ressalta que a emboscada teve lugar um dia após as forças leais a Laurent Gbagbo terem bloqueado e pilhado um comboio de soldados da paz que estava para reabastecer o hotel de Golf, onde está entrincheirado o Governo de Alassane Ouatarra, Presidente ivoiriense reconhecido pela comunidade internacional.

Ela sublinhou igualmente que três soldados da paz ficaram ligeiramente feridos na emboscada durante a qual várias dezenas de homens fardados teriam começado a disparar forçando os residentes a sairem das suas casas em Abobo.

A missão estabeleceu um contato a nível político com a equipa de Gbagbo, mas quando duas patrulhas da ONUCI (Operação das Nações Unidas na Côte d'Ivoire tentaram chegar à zona, foram bloqueadas por indivíduos nos pontos de controlo, acrescentou o comunicado.

Por outro lado, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) disse que mais de 25 mil refugiados ivoirienses fugiram para a Libéria vizinha e que cerca de 600 outros chegam a este país diariamente.

-0- PANA AA/VAO/AKA/TBM/IBA/CJB/DD    13Jan2011

13 janvier 2011 21:02:29




xhtml CSS