ONU insta Camarões a promoverem reconciliação nacional

Yaoundé, Camarões (PANA) – A Organização das Nações Unidas (ONU) exortou as autoridades camaronesas a “promoverem as medidas de reconciliação nacional a fim de encontrarem uma solução duradoura para a crise(..) resolvendo as suas causas profundas”.

O apelo consta dum comunicado publicado quinta-feira última pelo porta-voz do Secretário-Geral (SG) da ONU, Stéphane Dujaric, face à crise prevalecente há vários meses nas localidades anglófonas dos Camarões.

Este apelo surge a dois dias da data de 1 de outubro, escolhida pelos separatistas anglófonos para pronunciar a divisão dos Camarões e a criação do Estado de Ambazonia, decisão a que o Estado camaronês  responderam com medidas drásticas para fracassar o projeto.

O porta-voz do Secretário-Geral da ONU apelou aos dois campos para maior responsabilidade.

« O Secretário-Geral está profundamente preocupado com a situação nos Camarões, nomeadamente devido aos recentes incidentes de segurança ocorridos em Bamenda (norte) e em Doualá (sul) e à subida da tensão nas localidades do Sudoeste e do Noroeste, ligadas aos eventos previstos para 1 de outubro », indica Dujaric.

Encorajou as autoridades camaronesas a continuarem a envidar  os seus esforços para resolverem as queixas da comunidade anglófona do norte do país.

« O Secretário-Geral sublinha a importância de fazer prevalecer a unidade e a integridade territorial dos Camarões e pediu a todas as partes para se absterem de atos suscetíveis de  conduzir a uma escalada da tensão e da violência », acrescenta a nota.

A seu ver, «um diálogo verdadeiro e inclusivo entre o Governo e as comunidades das localidades do sudoeste e do noroeste representa o melhor meio de preservar a unidade e a estabilidade do país ».

O Secretário-Geral da ONU está « pronto para apoiar estes esforços, nomeadamente através da Representação Regional das Nações Unidas para a África Central (UNOCA) », afirmou.

-0- PANA EB/JSG/FK/DD 30set2017

30 Setembro 2017 18:12:55


xhtml CSS