ONU exige inquérito sobre ataque contra civis em Darfur

Nova Iorque- Estados Unidos (PANA) -- Um perito das Nações Unidos em direitos humanos, Mohamed Chande Othman, apelou terça-feira ao Governo sudanês para realizar "imediatamente" inquéritos sobre os ataques recentes no norte de Darfur em que foram mortos várias pessoas.
Othman, perito independente sobre a situação dos direitos humanos no Sudão, insistiu na necessidade de proceder a inquéritos intensivos e transparentes em relação ao ataque de 2 de Setembro na aldeia de Tabarat.
"Este incidente deverá ser objeto dum inquérito intensivo e transparente e os seus autores deverão comparecer em tribunal", afirmou o responsável onusino num comunicado transmitido à PANA em Nova Iorque.
"Novas informações recolhidas durante os últimos 10 dias parecem confirmar as notícias iniciais segundo as quais mais de 27 pessoas foram mortas e mais de 50 feridas depois de um grupo de milicianos, identificados por vários testemunhas como sendo Janjaweed, atacar civis que estavam num mercado situado numa aldeia", indicou Othman.
"Estou profundamente chocado com os crimes que demonstram a deterioração contínua da situação em Darfur", acrescentou.
Afirmou igualmente que o incidente fazia parte das últimas confrontações na província de Darfur, no oeste do Sudão, assolada por conflitos, onde confrontos entre as forças do Governo, os milicanos Janjaweed e os grupos rebeldes ocorrem constantemente há sete anos.
O perido da ONU exortou a comunidade internacional a continuar os seus esforços para ajudar a Missão Conjunta das Nações Unidas e da União Africana em Darfur (MINUAD) para que ela possa apoiar eficazmente as populações civis.

15 Setembro 2010 11:54:00




xhtml CSS