ONU e UA exortam grupos rebeldes do Sudão a juntarem-se ao processo de paz

Cartum, Sudão (PANA) – O representante especial da Missão Conjunta das Nações Unidas e União Africana em Darfur (MINUAD), Mohamed Ibn Chambas, encorajou vivamente movimentos não signatários do acordo de Darfur (oeste do Sudão) a explorarem vias e meios de fazer avançar o processo de paz.

Ele afirma, num comunicado transmitido terça-feira à PANA, que o único meio de pôr termo ao conflito em Darfur é chegar  a uma resolução pacífica e negociada.

Chambas falava diante das delegações do Exército de Libertação do Sudão/Minni Minawi (SLA/MM, rebelião)) e do Movimento para a Justiça e Igualdade/Gibril Ibrahim (JEM/Gibril, igualmente rebelião)) durante a cerimónia inaugural do seminário técnico inclusivo sobre a paz e segurança em Darfur, iniciado a 9 de dezembro corrente em Addis Abeba (Etiópia),  com o término previsto para  11 do corrente mês.

Segundo o medianeiro, este seminário é uma oportunidade para propor um roteiro claro com base no qual as partes vão assumir compromissos a respeitar.

O seminário, co-organizado pela Equipa de Mediação Conjunta ONU-UA e apela Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento (IGAD), deve discutir sobre questões ligadas aos direitos humanos e ao direito humanitário internacional, lê-se no comunicado.

-0- PANA MO/SEG/NFB/JSG/FK/DD  10dez2013

10 décembre 2013 13:09:58




xhtml CSS