ONU e Governo somalí precisam de $ 80 milhões para vítimas de inundações no país

Nova Iorque, Estados Unidos (PANA) – A Organização das Nações Unidas (ONU) e o Governo somali lançaram domingo um apelo conjunto para a angariação dum fundo de 80 milhões de dólares americanos destinado a assistir imediatamente populações afetadas pelas recentes inundações no centro e no sul do país.

Segundo o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação dos Assuntos Humanitários (OCHA), estas inundações, causadas pelas fortes chuvas registadas há mais de três décadas no país, fizeram várias vítimas e deslocamentos em massa além de danificarem infraestruturas e terras agrícolas, agravando uma situação humanitária já precária.

De acordo com a fonte, mais de 750 mil pessoas foram afetadas pelas inundações, das quais pelo menos 229 mil deslocados. Os parceiros humanitários não podem contar com o plano de resposta previsto de um bilião 500 milhões de dólares americanos para a Somália em 2018, dos quais apenas 24 porcento disponibilizados.

Segundo um comunicado onusino, este novo apelo para um fundo de 80 milhões de dólares americanos, lançado durante uma reunião de alto nível em Mogadísico, deveria dar uma assistência a curto prazo às comunidades flageladas,  já vulneráveis devido ao conflito em curso e às secas precedentes.

Falando durante esta reunião, o coordenador humanitário para a Somália, Peter de Clercq, sublinhou os riscos a curto prazo que correm as populações vítimas das inundações e a necessidade dum investimento para se aumentar a resiliência a fenómenos climáticos extremos.

«Enquanto os riscos ligados à mudança climática aumentam, são precisos cada vez mais recursos para se fazer face às causas profundas da precariedade, da pobreza crónica e do fraco nível do desenvolvimento humano, que prejudicam a maior parte da população», advertiu.

-0- PANA MA/FJG/JSG/FK/DD 21maio2018

21 Maio 2018 13:14:33


xhtml CSS