ONU convida líderes africanos a aderirem ao combate às violências sexuais

Addis-Abeba, Etiópia (PANA) – O Secretário-Geral (SG) da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, apelou aos dirigentes africanos para se associarem à sua campanha para pôr termo à violência contra mulheres durante conflitos.

"Temos de nos opor a qualquer forma de violência. Temos de denunciar nomeadamente  as violências sexuais durante os conflitos", disse Ki-moon em Addis Abeba durante a cimeira da União Africana (UA).

Saudando a posição dos líderes africanos que militaram a favor da adoção da primeira resolução da Assembleia-Geral da ONU relativamente ao fim da Mutilição Genital Feminina (MGF), o SG da ONU defendeu o apoio às vítimas de violência.

Segundo Ban, as grandes melhorias registadas em África em termos de redução das infeções VIH/Sida e dos falecimentos ligados a esta patologia são positivas e favoráveis ao desenvolvimento sustentável do continente.

Ele afirmou que medidas serão tomadas contra as forças governamentais favoráveis àsviolações sexuais e à impunidade.

-0- PANA AO/SEG/NFB/AAS/CJB/DD    28jan2013

28 Janeiro 2013 12:30:52




xhtml CSS