ONG desejam desdobramento rápido de força ONU/UA em Darfur

Accra- Gana (PANA) -- A Federação Internacional dos Direitos Humanos e as suas organizações afiliadas exortaram os líderes africanos a velar pelo desdobramento imediato da força conjunta da ONU e da União Africana (UA) de paz em Darfur (oeste sudanês) em conformidade com a resolução 1706 do Conselho de Segurança (CS) da ONU.
"O povo de Darfur conta com o desdobramento imediato duma força de manutenção da paz forte e dotada dos recursos necessários", declarou o vice-presidente da Federação, Arnold Tsunga durante uma conferência de imprensa.
Expressou nessa ocasião a sua preocupação diante do aumento das perdas de vidas humanas e deslocações de populações em Darfur, região confrontada com uma guerra civil desde Fevereiro de 2003 que já fez cerca de 200 mortos e cerca de dois milhões de deslocados.
As organizações acusam as milícias sudanesas Djandjawids (pró-governamentais) de cometerem abusos dos direitos humanos, execuções sumárias, actos de tortura e a pilhagem nesta conturbada região.
Tsunga exortou os dirigentes africanos a tomar todas as medidas necessárias a fim de permitir a instauração dum cessar-fogo efectivo e a execução dum acordo de paz global em conformidade com os direitos humanos e o direito humanitário.
Defendeu igualmente o aumento da ajuda às pessoas deslocadas e aos refugiados sudaneses dos quais os instalados no leste do vizinho Tchad.
A Federação exorta as autoridades sudanesas a cooperar plenamente com o Tribunal Penal Internacional, detendo e entregando-lhe um chefe de milícia, Ali Kushayb, e o ministro de Estado sudanês dos Assuntos Humanitários, Ahmad Mohamed Haroun.

28 Junho 2007 22:03:00




xhtml CSS