ONG denuncia recuo da democracia na África francófona

Cotonou- Benin (PANA) -- O Grupo de Estudos e Pequisas sobre a Democracia e Desenvolvimento Económico e Social em África (GERDDES-África), sediado em Cotonou, deplorou sábado o recuo da democracia na África francófona, por ocasião da celebração do 40º aniversário da Francofonia.
"A democracia está a recuar em toda parte na África francófona com o advento de dinastias democráticas, sem esperanças de alternância", deplorou a Organização não Governamental, indicando que este 40º aniversário da Francofonia deveria ser a oportunidade para lembrar as boas resoluções de Bamako, que celebara o 10º aniversário.
Para preservar de maneira duradoura a paz na África francófona, "chegou o momento de organizar novas sessões de Bamako para que a Francofonia se dote dos meios das suas boas intenções para sistematizar, em toda parte na Francofonia, as práticas democráticas mais favoráveis ao desenvolvimento, feitas de boa governação e de alternância democrática", sublinha o comunicado do GERDDES.

21 Março 2010 17:02:00




xhtml CSS