OMS promete fazer da saúde materna e infantil prioridade no Congo

Brazzaville, Congo (PANA) – A diretora da zona África da Organização Mundial de Saúde (OMS), Matshidiso Moeti, compromete-se a fazer da redução da saúde materna e infantil uma das  prioridades de sua ação.

Durante uma estada de 72 horas, terminada sexta-feira última, a Brazzaville, Matshidiso Moeti visitou estruturas sanitárias em Brazzaville.

Foi recebida em audiência pelo chefe de Estado congolês, Denis Sassou N'Guesso, e por outros responsáveis políticos e responsáveis da saúde com quem discutiu sobre a melhoria do mapa da saúde no Congo, a redução da mortalidade materna e infantil, o abastecimento e a luta contra a ruptura de produtos retrovirais, a formação contínua especializada e a luta contra medicamentos falsificados.

"No terreno, eu constatei que o Governo fez grandes esforços, mas esses serviços ainda continuam insuficientes. Eu notei que houve algumas reformas iniciadas, mas elas devem ser apoiadas e acompanhadas para se melhorar o mapa de saúde no Congo ", declarou Sra Moeti.

Na sua ática, os atrasos nos desembolsos ou a falta de subsídios são questões que devem ser revistas para se melhorar a qualidade dos cuidados dados nos hospitais congoleses. Há também problemas ligados aos recursos humanos e à falta de formação especializada.

Matshidiso Moeti garantiu às autoridades congolesas o apoio da sua instituição em várias áreas prioritárias.

-0- PANA MB/DIM/DD 19fev2018

19 février 2018 14:38:33


xhtml CSS