OMS preocupada com situação sanitária na Líbia

Genebra, Suíça (PANA) – A Organização Mundial da Saúde (OMS) exprimiu a sua profunda preocupação depois da morte de 12 novos bébes numa unidade de cuidados intensivos num centro médico da cidade de Sebha, no sul da Líbia.

Segundo o site informativo desta agência da Organização das Nações Unidas /ONU), que relatou a informação sexta-feira, citando o representante da OMS na Líbia, Jafaar Seid Hussein, estes falecimentos trágicos tinham causas facilmente evitáveis, o que, disse a fonte,  revela uma profunda degradação do sistema sanitário da Líbia.

Este centro médico é o único dotado de unidades de cuidados intensivos para novos recém-nascidos no sul da Líbia, acrescentou a OMS, exprimindo os seus receios em relação contínuas perdas de vidas humanas, se medidas de emergência não forem tomadas, nomeadamente a favor das populações mais pobres.

O sistema sanitário líbio, já muito fraco, está à beira dum colapso total devido a um grande défice notado a nível do passoal que trabalha no setor médico, lamento a agência onusina.

Exortou a comunidade internacional a apoiar este sistema, que necessita de cerca de 50 milhões de dólares americanos, dos quais apenas 20 porcento foram obtidos.

-0- PANA AD/IN/JSG/MAR/DD 07maio2016

07 Maio 2016 16:17:04


xhtml CSS