OMS preconiza tratamento precoce de seropositivos

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- O diagnóstico e o tratamento precoces dos seropositivos são essenciais para salvar a vida de várias milhões de pessoas que sofrem da sida, indicou segunda-feira a Organização Mundial da Saúde (OMS).
"O fato de iniciar o tratamento bastante cedo dá-nos a possibilidade de permitir às pessoas portadoras do VIH estar em boa saúde e viver mais tempo", sublinhou o director da OMS para o Departamento VIH, Gottfried Hirnschall.
O tratamento administrado bastante cedo pode prevenir as infeções oportunistas, incluindo a tuberculose que é a doença que mata o maior número de seropositivos, segundo a agência onusina.
A mortalidade ligada à tuberculose pode ser reduzida até 90 por cento se as pessoas infetadas ao mesmo tempo com a sida e a tuberculose começarem o tratamento muito cedo, de acordo com as estatísticas da OMS.
Cerca de cinco milhões 200 mil pessoas portadoras do VIH nos países em desenvolvimento começaram a receber o tratamento contra este vírus em finais de 2009.
"É a primeira vez que tantas pessoas acedem ao tratamento num ano.
É um progresso extremamente encorajador", sublinhou o diretor-geral adjunto da OMS encarregue da Sida, da Tuberculose, do Paludismo e das Doenças Tropicais Negligenciadas, Hiroki Nakatani.
Estudos epidemiológicos revelaram que a mortalidade do VIH pode ser diminuída em 20 por cento entre 2010 e 2015 se as recomendações para um tratamento precoce forem aplicadas em grande escala.
Segundo as estimativas da OMS, o número de pessoas que precisam de tratamento contra o VIH passa de 10 para 15 milhões e cerca de nove biliões de dólares americanos serão necessários para o tratamento contra o VIH em 2010, revelou um Programa Conjunto das Nações Unidas sobre o VIH.

20 Julho 2010 10:15:00


xhtml CSS