OMS envia peritos ao Congo para reforçar prevenção contra febre amarela

Brazzaville, Congo (PANA) – A Organização Mundial da Saúde (OMS) para África enviou vários peritos ao Congo, onde dois casos suspeitos de febre amarela foram notificados pelas autoridades sanitárias, com vista a reforçar as medidas preventivas contra  esta doença que já se manifestou em Angola e na República Democrática do Congo (RDC).

Segundo um comunicado da OMS transmitido quinta-feira à PANA, em Brazzaville, o  envio duma equipa de apoio à preparação e ao controlo da febre amarela  no Congo visa, entre outros, reforçar o controlo epidemiológico,  avaliar o funcionamento dos serviços de imunização e  o dispositivo logístico do Programa Alargado de Vacinação (PAV)  bem como consolidar também as competências nacionais em comunicação.

« Estes peritos envolveram-se desde a sua chegada no diagnóstico rápido da situação epidemiológica, na logística e na comunicação de crise, bem como no planeamento das atividades prioritárias em estreita colaboração com os responsáveis do Ministério da Saúde e População », precisa o mesmo comunicado.

Segundo a OMS, a próxima etapa consistirá, para estes peritos, em elaborar planos de atividades prioritárias dos departamentos  de Brazzaville, de Bouenza (sul do país) e da ilha Mbamou (nos arredores leste de Brazzaville), incluindo a segurança das portas de entrada e zonas fronteiriças com os países afetados.

-0- PANA MB/TBM/SOC/FK/IZ 8julho2016

08 Julho 2016 11:43:01


xhtml CSS