OMS atribui a Cabo Verde $ 1,5 milhão para biénio 2018-2019

Praia, Cabo Verde (PANA) – A Organização Mundial da Saúde (OMS) disponibilizará um milhão 500 mil dólares para reforçar o programa de apoio a Cabo Verde para o biénio 2018-2019, apurou a PANA sexta-feira na cidade da Praia de fonte segura.

Segundo uma fonte do ministério da Saúde de Cabo Verde, o protocolo que estabelece este financiamento visa o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no setor da saúde no país.

O documento foi rubricado pelo ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, e pelo representante da OMS em Cabo Verde, Mariano Salazar, durante o Encontro Nacional para Implementação dos Planos Regionais.

Na ocasião, Arlindo Rosário agradeceu o apoio da OMS, augurando uma parceria douradora  que sirva para ajudar a promover a saúde dos Cabo-verdianos.

A seu ver, o objetivo é “comum” para as duas partes.

“Nós temos o foco nas pessoas e trabalhamos para as pessoas. Esperamos que todos os documentos que estão a ser aprovados sirvam para promover o desenvolvimento do setor e a para que a implementação das ações tragam mais ganhos para o setor”, precisou.

Por sua vez, o representante da OMS em Cabo Verde realçou o facto deste novo protocolo constituir um compromisso político para alcançar um grupo de resultados e indicadores no setor nos próximos dois anos.

“Além do convénio, foram ainda adicionados no pacote de cooperação dois projetos, sendo um, que conta com financiamento do Banco Mundial e tem como propósito preparar o país para a luta contra HIV/Sida, ao passo que o outro, financiado pela cooperação luxemburguesa, está destinado ao fortalecimento da cobertura universal da saúde”, disse.

Mariano Salazar recordou que o apoio da OMS a Cabo Verde, além de cobrir o biénio com um orçamento de uma milhão de dólares, contempla ainda um projeto de combate a zika, estimado em 800 mil dólares, e um projeto de cobertura universal da saúde cifrado em 400 mil dólares.

-0- PANA CS/DD 10fev2018

10 février 2018 16:20:59


xhtml CSS