OMS adverte de abuso de substâncias psicoactivas

Dakar- Senegal (PANA) -- O director regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para África, o angolano Luis Sambo, instou quinta-feira em Brazzaville os países do continente a intensificar as medidas contra o abuso de substâncias psicoactivas, indica um comunicado da instituição onusina transmitido à PANA.
"Substâncias legais e ilegais circulam de maneira caótica na maior parte dos nossos países e a sua produção local e importação são facilitadas pela ausência ou desaplicação das legislações ou políticas neste sector", afirmou Sambo na abertura dum seminário sobre a prevenção, gestão e tratamento dos problemas ligados ao uso e abuso destas substâncias na região de África.
O director regional, cuja declaração foi lida pelo director da Gestão dos Programas, P.
S Lusamba-Dikassa, exortou os Estados membros a reforçar as suas capacidades e a recolher dados com vista a elaborar legislações e políticas a fim de prevenir as consequências, na saúde, do abuso das substância psicoactivas.
O representante da OMS em África sublinhou, por outro lado, a necessidade duma maior colaboração entre organizações sub-regionais, continentais e onusinas a fim de desenvolver políticas e legislações apropriadas para lutar contra este fenómeno.
Prometeu o prosseguimento do apoio da OMS ao reforço das capacidades dos Estados membros de fazer face a este desafio.
O seminário de quatro dias reúne especialistas da saúde mental do Benin, do Burkina Faso, do Burundi, da República Centro-Africana, do Congo, da Côte d'Ivoire, do Gabão, da Guiné Equatorial, de Madagáscar, das ilhas Maurícias, do Senegal e do Togo.

23 Fevereiro 2007 19:38:00


xhtml CSS