OCDE ajuda Cabo Verde a definir políticas sobre mulher, educação e saúde

Praia, Cabo Verde (PANA) – A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) vai ajudar Cabo Verde a definir uma estratégia de desenvolvimento, baseando-se nos pilares que reflitam a situação da mulher, a educação e a saúde, revelou segunda-feira o diretor da instituição, Mário Pezzini.

Mário Pezzini chefia uma delegação da OCDE que se deslocou a Cabo Verde no quadro da cooperação existente entre as partes para discutir sobre a elaboração de um relatório sobre a economia do arquipélago intitulado “Multidimensional Country Review of Cabo Verde” (avaliação multidimensional de Cabo Verde).

No âmbito deste documento, o Governo procura encontrar fontes de crescimento económico sustentável e garantir o bem-estar e a prosperidade dos seus cidadãos, reconhecendo na Organização um parceiro de confiança neste projeto, através de fornecimento de análises independentes e pareceres de políticas sólidas.

A avaliação multidimensional é considerada ainda pelo Executivo “uma ferramenta valiosa” para o projeto e implementação de políticas públicas, visando o fortalecimento das relações do Governo com a OCDE, abrindo caminhos para uma maior cooperação.

Em declarações à imprensa, à saída de um encontro com o primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, o diretor da OCDE disse que Cabo Verde é um país-membro com o qual a organização tem trabalhado sempre, mas que a razão desta visita é “analisar o papel que o país tem desempenhado a nível da África Ocidental e no mundo, e pelo facto de se encontrar numa fase de crescimento, sua importância e pertinência”.

Mário Pezzini precisou que esta missão ao arquipélago se prende também com o facto de Cabo Verde assumir, brevemente, a presidência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), indicadores que, segundo ele,  “demostram a importância do país”.

O diretor da OCDE considera que pelo facto de ser constituído por ilhas, que são constantemente afetadas pelas causas naturais, Cabo Verde pode desempenhar um papel determinante na comunicação internacional, e em particular, no tema desenvolvimento.

Segundo Mário Pezzini, por varais razões a OCDE decidiu dar mais corpo à relação que existe com o arquipélago, para que juntos possam traçar uma estratégia de desenvolvimento.

Este trabalho deverá começar por analisar a situação da mulher, os aspetos sociais relacionados com a educação e saúde, assim como uma transformação que possa permitir que um país, mesmo sem recursos naturais, possa desenvolver-se.

“Para isso, é preciso refletir e trabalharmos juntos para definir uma estratégia. Vamos encontrar-nos com sindicatos, organizações da sociedade civil, governantes e autoridades locais”, indicou.

-0- PANA  CS/IZ 17out2017


17 Outubro 2017 16:09:57


xhtml CSS