Novo governo em São Tomé e Príncipe

São Tomé- São Tomé e Príncipe (PANA) -- A economista Maria do Carmo Silveira, até então governadora do Banco Central de São Tomé e Príncipe, (BCSTP) é a nova primeira-ministra do arquipélago uma semana depois de Damião Vaz de Almeida se ter demitido da chefia do governo.
Governadora do BCSTP desde 1999, Maria Silveira vai igualmente acumular a pasta do Plano e Finanças e é pela primeira vez nos últimos quatro anos que o Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe/Partido Social Democrata (MLSTP/PSD, no poder) governa sózinho sem coligações.
A nova primeira-ministra, 44 anos, é licenciada em economia pela Universidade de Donestsk da Ucrânia e especializou-se, com o apoio do Fundo Monetário Internacional (FMI), nas áreas de política macroeconómica e programação financeira.
Ela assume a chefia do Executivo numa altura em que o arquipélago enfrenta a maior crise económica da sua história.
O seu nome foi indicado pelo seu partido, o MLSTP/PSD e aceite pelo Presidente da República, Fradique de Menezes.
O novo governo é o 10º constitucional e o quarto formado nos últimos quatro anos.
Maria Silveira dispensou os serviços do então ministro do Plano e Finanças, Adelino Castelo David, para se ocupar ela própria directamente das questões financeiras.
Por outro lado, decidiu igualmente estender as acções do ministro das Infra-estruturas e Ambiente, Deolindo da Costa de Boa Esperança, ao sector do petróleo, em fusão com a pasta dos Recursos Naturais.
Outra novidade da equipa de Maria Silveira foi a criação do cargo de ministro adjunto da primeira-ministra e da Administração Territorial, Juventude, Mulher e Família, tutelado por José Viegas Santiago, que no Executivo anterior era o titular cumulativo das pastas da Comunicação Social e da Juventude e Desporto.
Entre as caras novas figuram os ministros da Economia no domínio do Comércio, Indústria, Turismo, Agricultura e Pescas, Gaudêncio Costa; da Educação, Jorge Bom Jesus Levi Lopes; e da Saúde, Eduardo Martins da Conceição Neto.
A Comunicação Social passa a ter uma Secretaria de Estado chefiada por Célia Gentil da Costa Pereira que é também secretária de Estado da Administração Pública.
Composição do novo governo são-tomense: Primeira-ministra, chefe do governo e ministra do Plano e Finanças - Maria do Carmo Trovoada Pires de Carvalho Silveira (Economista), Ministro-adjunto da primeira-ministra e da Administração Territorial, Juventude, Mulher e Família - José da Graça Viegas Santiago (Licenciado em História).
Ministro da Defesa e Ordem Interna - Óscar Aguiar Sacramento e Sousa (Tenente-coronel), Ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades - Ovídio Barbosa do Nascimento Pequeno (Jornalista) Ministro da Economia no domínio do Comércio, Indústria, Turismo, Agricultura e Pescas - Gaudêncio Luís da Costa (Engenheiro químico), Ministro do Ambiente, Infra-estruturas e Recursos Naturais - Diolindo Costa de Boa Esperança (Engenheiro electrotécnico) Ministro da Educação, Cultura e Desporto - Jorge Bom Jesus Levi Lopes (Licenciado em Letras), Ministro da Saúde - Eduardo Martins da Conceição Neto (Médico), Ministra da Justiça e Assuntos Parlamentares - Elsa Maria Neto, d'Alva Teixeira de Barros Pinto (Jurista).
Ministro do Trabalho, Emprego e Solidariedade - Fernando da Silva Maquengo de Freitas (Jurista), Secretária de Estado da Administração Pública e Comunicação Social - Célia Gentil da Costa Pereira (jurista).

09 Junho 2005 22:50:00


xhtml CSS