Nigéria lança migração para sistema de navegação aérea por satélite

Lagos, Nigéria (PANA) – Duas companhias aéreas estrangeiras participaram, no fim de semana, no ensaio de uma nova abordagem da Nigéria para migrar de um sistema terrestre de navegação aérea para um outro por satélite, denominado Performance Based Navigation (PBN), noticiou terça-feira a imprensa local.

Trata-se da Emirates Airlines que participou neste teste no aeroporto internacional Murtala Mohammed de Lagos, capital económica nigeriana, e da neerlandesa KLM, no aeroporto internacional Aminu Kano, na cidade de Kano (norte).

Os peritos disseram que o sistema aéreo da nova geração (NextGen) tem o potencial de reduzir de modo considerável os custos do combustível e as emissões de gás dos aparelhos.

"Com o sucesso registado na nossa busca duma passagem do sistema de navegação terrrestre para um outro satélite, a Nigéria junta-se aos grandes países que já exploram o programa de navegação aérea aprovado pela Organização Internacional da Aviação Civil (OIAC)", indicou o diretor-geral da Agência Nigeriana de Gestão do Espaço Aéreo  (NAMA, sigla em inglês), Nnamdi Udoh.

Acrescentou que a exploração da Navegação Baseada no Desempenho (PBN) vai reduzir os custos para as companhias aéreas que vão consumir menos combustível durante a descolagem e a aterragem, reduzir as emissões do dióxido de carbono e aliviar a carga de trabalho dos controladores do tráfego aéreo.

Cerca de 60 profissionais do setor da navegação aérea estão atualmente formados neste sistema de navegação aérea por satélite.

Trata-se de controladores do tráfego aéreo, pilotos, membros da Autoridade da Aviação Civil Nigeriana (NCAA), da Força Aérea Nigeriana (NAF), do Colégio Nigeriano da Tecnologia da Aviação (NCAT) e da frota presidencial.

A NAMA deve igualmente formar cerca de 250 controladores aéreos em sistema PBN.

-0- PANA SEG/FJG/JSG/CJB/IZ 10abr2012

10 Abril 2012 14:30:51




xhtml CSS