Nigéria assiste Guiné-Bissau na realização de eleições

Bissau, Guiné-Bissau (PANA) - O Governo nigeriano vai prestar à Guné-Bissau "apoio logístico crucial" e equipamento de registo de eleitores para facilitar a realização das eleições legislativas de 18 de novembro próximo, segundo fonte autorizada em Bissau.

A ajuda nigeriana vai ser oferecida a pedido do Governo da Guiné-Bissau com a facilitação da Rede das Comissões Eleitorais da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (ECONEC), refere a mesma fonte.

A menos de quatro meses das eleições, o registo eleitoral ainda não arrancou no país devido a divergências entre os principais atores políticos e à falta de uma resposta positiva de países e parceiros de desenvolvimento interpelados pelo Governo da Guiné-Bissau para assistência.

A reação positiva da Nigéria contribuiu para a emergência de um consenso na sequência de encontros mantidos entre uma delegação liderada pelo presidente da ECONEC e da Comissão Nacional Eleitoral da Nigéria (INEC), Mahmood Yakubu, e as autoridades da Guiné-Bissau, como o primeiro-ministro Aristides Gomes e o presidente do Parlamento, Cipriano Gassama.

Presenciaram ainda o encontro, pela parte bissau-guineense, o ministro da presidência do Conselho de Ministros, Agnelo Regala, dois ministros, representantes da sociedade civil e dos partidos da oposição.  

Na ocasião, Gassama agradeceu à Nigéria pela sua assistência contínua à Guiné-Bissau, afirmando que de todos os países e parceiros contactados para ajudar no registo eleitoral, apenas a Nigéria respondeu com uma proposta concreta e positiva.

O apoio logístico solicitado pela Guiné-Bissau à Nigéria inclui viaturas e motas.

Yakubu explicou que os detalhes sobre a entrega do apoio logístico solicitado, incluindo equipamento para registo eleitoral, serão tratados entre os governos dos dois países, porquanto, disse, a ECONEC estava apenas a desempenhar o papel de facilitador.

Segundo o presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE) da Guiné-Bissau, José Pedro Sambu, a Nigéria está preparada para emprestar equipamentos do registo biométrico para os cerca de mil potenciais eleitores que o país conta cadastrar para as eleições legislativas.

Os nigerianos apresentaram à CNE guineense um modelo dos kits que poderiam ser colocados à disposição rapidamente, indicou, notando que "a bola está agora do lado do primeiro-ministro, Aristides Gomes".

Com esta manifestação de disponibilidade da Nigéria, em emprestar os equipamentos do registo eleitoral, e com o anúncio do Presidente José Mário Vaz, de que a CEDEAO e a UEMOA vão dar parte do dinheiro que falta para cobrir o orçamento eleitoral, tudo leva a crer que as eleições poderão ter lugar na data marcada, 18 de novembro.

-0- PANA PR/MA/IZ 03agosto2013

03 Agosto 2018 14:35:48


xhtml CSS