Nelson Mandela inumado em Qunu

Qunu, África do Sul (PANA) - Os restos mortais de Nelson Mandela foram a enterrar este domingo, na sua aldeia de infância de Qunu, na província do Cabo Oriental, na presença de cerca de cinco mil pessoas.

A missa fúnebre foi celebrada numa tenda gigante montada ao pé das montanhas do Cabo Oriental, onde o primeiro Presidente democraticamente eleito da África do Sul, o maior filho de África e guia moral do mundo viveu pouco depois da primeira Guerra Mundial.

A viúva de Mandela, Graça Machel, e a sua ex-esposa, Winnie-Madikiezela Mandela, estavam entre os dignitários presentes, ao lado de chefes de Estado e da apresentadora Oprah Winfrey, do militante dos direitos humanos Jesse Jackson e do arcebispo emérito Desmond Tutu.

O prelado sul-africano declarou antes que não assistiria às exéquias de Mandela, por falta de convite, mas o Governo precisou que ninguém foi convidado, antes de o bispo da Igreja anglicana ser finalmente acreditado.

Depois de uma longa luta contra uma infeção recorrente dos pulmões, Mandela morreu a 5 de dezembro em Joanesburgo aos 95 anos de idade.

-0- PANA MA/ASA/SSB/MAR/IZ 15dez2012

15 ديسمبر 2013 18:49:16




xhtml CSS