Namorada grávida do ex-Presidente Jacob Zuma demitida na África do Sul

Cidade do Cabo, África do Sul (PANA) – Uma jovem mulher grávida por obra do ex-Presidente sul-africano, Jacob Zuma, foi obrigada a demitir-se duma organização humanitária para a qual ela trabalhava há vários anos.

Zuma, de 76 anos de idade, teria pedido à jovem Nonkanyiso Cono, de 24 anos,  para se casar com ele, quando o ex-chefe de Estado tem atualmente quatro esposas, depois de uma outra se ter suicidado.

A jovem trabalhava para a fundação "She Conquers", uma organização de defesa e proteção   das adolescentes que indicou que Nonkanyiso Cono "escondeu a sua relação com Zuma" e agiu "contra os princípios da organização".

"Enquanto raparigas, nós somos enganadas e utilizadas pelas pessoas do poder que usam a sua posição para se aproveitar de nós", declarou segunda-feira a organização num comunicado.

Em 2006, Zuma foi absolvido da acusação de violação sexual de Fezekile Kuzwayo, uma seropositiva falecida no passado.

-0- PANA CU/MA/FJG/JSG/FK/DD 24abril2018

24 Abril 2018 11:40:40


xhtml CSS