Nações Unidas procuram solução global para Líbia

Tripoli, Líbia (PANA) - A comunidade internacional exprimiu claramente a sua posição apoiando as instituições constitucionais eleitas pelo povo líbio, afirmou o novo chefe da Missão das Nações Unidas na Líbia (MANUL), Bernardino Leon.

Ele assegurou que o objetivo da sua missão era organizar um diálogo político inclusivo entre os protagonistas líbios com vista a alcançar um consenso ao serviço das aspirações dos Líbios em matéria de segurança, estabilidade e edificação dum Estado.

Durante um encontro quinta-feira com o primeiro-ministro líbio, Abdallah al-Theni, Leon sublinhou ter um plano a apresentar aos protagonistas líbios para servir de núcleo dum diálogo ou um ponto de partida para um diálogo conducente a um acordo entre Líbios para construir um Estado, realizar a segurança, a estabilidade e a prosperidade do povo líbio.

A reunião, na qual o representante da União Europeia na Líbia e vários ministros e responsáveis líbios participaram, abordou a situação prevalecente no país e os confrontos em Tripoli, bem como a resolução do Conselho de Segurança que condena os combates entre grupos armados e os seus impactos nos civis e nas instituições do Estado, ameaçando a estabilidade e o seu processo democrático.

O primeiro-ministro líbio, que apresentou quinta-feira à noite a demissão do seu Governo, afirmou que a resolução dos diferendos políticos entre os Líbios não se pode fazer pela força das armas, sublinhando que a Líbia pertence a todos sem exclusão,  que o diálogo era o único meio para dirimir estas divergências com base na legitimidade das instituições constitucionais eleitas pelo povo líbio.

Al-Theni precisou que o seu Governo apresentou a sua demissão ao Parlamento em conformidade com a Declaração Constitucional e põe-se a sua disposição convencido de que os deputados vão conseguir formar um novo Governo representando todos os Líbios sem exclusão e podendo realizar as suas aspirações na edificação dum Estado de direito e das instituições.

O Espanhol Bernardino Leon vai substituir, a partir de setembro próximo, o Libanês Tarek Metri na liderança da MANUL.

-0- PANA BY/JSG/MAR/IZ 30ago2014

30 Agosto 2014 00:19:21




xhtml CSS