Nações Unidas iniciam consultas para cessar-fogo na Líbia

Tripoli, Líbia (PANA) - Uma delegação da Organização das Nações Unidas (ONU) liderada pelo vice-representante especial do Secretário-Geral deste organismo na Líbia, Ismail Ould Cheikh Ahmed, iniciou consultas com os beligerantes em Tripoli visando um cessar-fogo, indicaram fontes do Ministério líbio dos Negócios Estrangeiros.

A delegação onusina manifestou a disponibilidade da ONU de enviar observadores internacionais para a aplicação do eventual cessar-fogo, indicou a mesma fonte citada pela Agência Líbia de Notícias (LANA).

Ould Ahmed, que é vice-presidente da Missão de Apoio das Nações Unidas na Líbia (MANUL) e coordenador residente dos Assuntos Humanitários no país, vai avaliar a situação humanitária na cidade de Tripoli e os danos causados pelos combates iniciados há cerca de um mês.

Serão igualmente avaliados os sofrimentos infligidos aos habitantes da cidade, as suas necessidades e as suas condições de vida neste difícil contexto de penúria de combustível e produtos alimentares no país, acrescentou a fonte, revelando que a situação dos deslocados pelos combates é objeto de uma atenção especial.

Confrontos armados opõem desde 13 de julho último ex-rebeldes de Zenten, que controlam o aeroporto de Tripoli desde a destituição, em 2011, do regime de Muamar Kadafi, a outros ex-rebeldes de Misrata, apoiados por elementos da Câmara dos Revolucionários da Líbia, de orientação islamita.

Estes confrontos provocaram penúrias em cadeia de combustível, eletricidade, água e  produtos alimentícios, enquanto os lixos se acumulam nas ruas.

Quarta-feira, o Parlamento líbio exortou os beligerantes a observar um cessar-fogo imediato e incondicional e ameaçou tomar medidas coercivas.

-0- PANA/BY/BEH/IBA/MAR/IZ 11ago2014

11 Agosto 2014 14:46:13




xhtml CSS