Músico ivoiriense insta Gbagbo a escolher retirada honrável

Dakar, Senegal (PANA) – A estrela ivoiriense do reggae, Tiken Jah Fakoly, apelou quinta-feira à noite em Dakar ao Presidente cessante da Côte d’Ivoire, Laurent Gbagbo, para escolher uma retirada honrável a fim de salvaguardar a paz no país.

Fakoly que falava sobre a emergência duma nova consciência africana, a convite da Rádio Televisão do Senegal (RTS), no âmbito do Festival Mundial das Artes Negras (FESMAN) que finda nesta sexta-feira, o artista ivoiriense declarou-se triste por causa da crise, pois todos os Ivoirienses pensavam que, com as eleições, iriam finalmente ver o fim da crise, visto que a segunda volta tinha começado bem.

Ele chamou todas as autoridades políticas da Côte d’Ivoire e a comunidade internacional à razão para evitar uma guerra civil neste país que vive numa crise política desde a proclamação dos resultados da segunda volta da presidencial que opôs Laurent Gbagbo a Alassane Dramane Ouattara.

O artista ivoiriense, que vive no Mali, sustenta que se se deixar perdurar esta situação que, a seu ver, parece ser  um "golpe de Estado", será o início da morte da democracia em África.

Tiken Jah Fakoly recordoum no entanto, que  "Gbagbo ensinou aos Ivoirienses a conviverem com a democracia", mas lamenta que "infelizmente ninguém no seu circulo diga a verdade".

Tiken Jah Fakoly pede a Laurent Gbagbo para escutar a comunidade internacional e entregar o poder, pois, disse, todo mundo está a pedír-lhe para se retirar.

"Nenhuma etnia pode, sozinha, salvaguardar a Côte d’Ivoire, são todos os Ivoiriens que podem tirar a Côte d’Ivoire desta crise", lançou Fajoly, precisando que todas as etnias ivoirienses merecem consideração.

-0- PANA COU/SSB/IBA/CJB/DD     31Dez2010



31 Dezembro 2010 18:06:26




xhtml CSS