Mulheres são geralmente vítimas de violências conjugais

Kinshasa- RD COngo (PANA) -- Uma congolesa em cada oito é vítima de actos de violência por parte do seu esposo ou companheiro, afirmou segunda-feira em Kinshasa, a capital do país, Thérèse Nzeba, membro do Conselho nacional da mulher (CNF).
Intervindo numa conferência sobre a "violência contra a mulher", em vésperas do Dia internacional da mulher, a 8 de Março, Thérèse Nzeba indicou que é na faixa etária de 14 a 40 anos que se regista estes casos de brutalidade que provocam o divórcio ou a morte de um dos cônjugues, geralmente a mulher.
Todavia, ela salientou que estas violências baixaram substancialmente nos centros urbanos, em razão da formação escolar e do papel das associações de defesa dos direitos humanos.
Nzeba exortou a mulher congolesa a lutar contra a volência, defender os seus direitos humanos e sociais, afirmar a sua força, a sua solidariedade e a sua determinação para mudar o seu modo de vida

03 Março 2003 21:01:00


xhtml CSS