Mulheres recebem créditos de 3,5 milhões de euros em Cabo Verde

Praia- Cabo Verde (PANA) -- A Organização das Mulheres de Cabo Verde (OMCV) concedeu, nos últimos sete anos, créditos de mais de 374 milhões de escudos (cerca de três milhões 500 mil euros) para financiar actividades das mulheres em sectores como comércio, agricultura, pesca, artesanato, pequena indústria e prestação de serviços, apurou a PANA terça-feira.
A OMCV, uma Organização não Governamental que assinalou a 27 de Março corrente o 26º aniversário da sua fundação, pretende com esses financiamentos "contribuir para o desenvolvimento do sector microempresarial em Cabo Verde e promover novas oportunidades de negócios e rendimentos sobretudo para a camada feminina".
O público alvo da instituição são proprietárias de microempresas, indivíduos com projectos na área de produção ou transformação, comércio e prestação de serviços, na actividade formal ou informal.
As beneficiárias do microcrédito passam por uma formação para as dotar de conhecimentos na área de gestão de negócios e rendimentos, antes de receberem o crédito em dinheiro ou em equipamentos reembolsável em três a 12 meses, indica-se.
Actualmente, além do financiamento de microcrédito, a OMCV trabalha também em projectos na área de panificação e pastelaria, tecelagem e bordados.
Falando terça-feira no acto da entrega de créditos a 50 pessoas, a coordenadora nacional do projecto do microcrédito, Rosa Lomba, revelou que, actualmente, além do financiamento de projectos, a OMCV vem apostando também na criação de células de formação técnica em gestão de pequenos negócios e sensibilização ao combate contra o HIV/Sida.
A OMCV está presente em todos os concelhos de Santiago, Santo Antão, São Vicente e atende a partes das ilhas do Fogo, Brava e São Nicolau.
Segundo Rosa Lomba, a organização pretende este ano também estender a sua actividade às ilhas do Maio, Boa Vista e Sal.

28 Março 2007 19:16:00




xhtml CSS