Mulheres exigem 30 por cento de cargos elegíveis em Cabo Verde

Praia- Cabo Verde (PANA) – O Instituto Cabo--verdiano de Igualdade e Equidade de Género (ICIEG) e a Rede de Mulheres Parlamentares estão a levar a cabo uma campanha de sensibilização junto dos líderes dos partidos políticos para que as listas concorrentes à eleições em Cabo Verde tenham pelo menos 30 por cento de mulheres em lugares elegíveis.
A deputada Hermínia Ferreira, presidente da Rede das Mulheres Parlamentares, explicou que, com esta campanha para aumentar a participação feminina no desempenho de cargos políticos, as instituições envolvidas pretendem que o objectivo seja atingido já nas próximas eleições autárquicas, previstas para Maio próximo nos 22 municípios cabo-verdianos.
Com este propósito, uma delegação que integra as presidentes do ICIEG e da Rede de Mulheres Parlamentares, bem como de outras organizaçãoes femininas como a Organização das Mulheres de Cabo Verde, e a Associação das Mulheres Juristas reuniu-se com o primeiro-ministro, José Maria Neves.
Na passada segunda-feira, o mesmo grupo esteve reunido com Jorge Santos, presidente do Movimento para a Democracia (MPD), principal partido da oposição, que, na altura, manifestou a abertura à ideia, uma vez já é também preocupação desse força política ter um equilíbrio de género nas listas que vai apresentar às eleições autárquicas.
Jorge Santos diz-se convicto de que o seu partido conseguirá atingir a meta estabelecida pelo ICIEG nas eleições que se aproximam, ou seja ter 30 por cento de mulheres nas listas em lugares elegíveis.
Para além dos líderes dos principais dirigentes, o ICEG e a Rede de Mulheres Parlamentares pretendem contactar as estruturas locais dos partidos políticos que definem as listas, bem como as Câmaras Municipais de todo o arquipélago.
Paralelamente, as duas instituições estão a desenvolver acções de sensibilização junto da sociedade civil e das mulheres, em particular, para que uma maior participação feminina na vida política.
Em Cabo Verde, apenas seis mulheres são membros Governo e 13 ocupam cargos de deputadas num universo de 72 eleitos da Assembleia Nacional (Parlamento).
A nível local, somente uma mulher ocupa o cargo de presidente de Câmara Municipal (Isaura Gomes, em São Vicente) e apenas três o posto de presidente da Assembleia Municipal.
Nos executivo camarários, apenas 16,1 por cento dos vereadores são mulheres, enquanto somente 14 por cento dos eleitos nas assembleias municipais são do sexo feminino.

20 Fevereiro 2008 13:30:00




xhtml CSS