Mulher à frente da associação marroquina de direitos humanos

Rabat- Marrocos (PANA) -- Uma marroquina, Khaija Ryadi, engenheira no Ministério das Finanças, foi designada presidente da Associação Marroquina dos Direitos Humanos (AMDH), uma das mais importantes Organizações Não Governamentais (ONG) da defesa destes valores da humanidade criada em 1979, noticiou terça-feira a imprensa local.
Ryadi, 47 anos, foi eleita pelas instâncias dirigentes designadas durante o último congresso da AMDH, sucedendo assim ao seu antecessor, Abdelhamid Amine.
Ryadi foi militante da central sindical, a União Marroquina do Trabalho (UMT).
Em Abril do ano passado, Amina Bouayach, 43 anos de idade, abriu a via, tornando-se na primeira mulher a presidir a uma importante ONG de defesa dos direitos humanos em Marrocos, após ter dirigido a Organização Marroquina dos Direitos Humanos (OMDH).

08 Maio 2007 22:10:00




xhtml CSS