Motorista de Cruz Vermelha dado como desaparecido no norte do Burkina Faso

Ouagadougou, Burkina Faso (PANA) - Um dos motoristas da Cruz Vermelha burkinabé desapareceu desde quinta-feira no norte do Burkina Faso, onde são recorrentes ataques terroristas, noticiou sexta-feira a referida instituição num comunicado.

Neste documento a Organização Não Governamental (ONG) afirma que o motorista deixou Djibo, uma localidade no norte do país,  por volta das 10 horas locais e TMG, para Arbinda, na mesma região, e todas as tentativas de comunicação com ele continuam sem sucesso após a sua passagem pela cidade de Gouna (norte).

A Cruz Vermelha, apesar de lamentar esta situação, está a fazer tudo, com seus parceiros, para que nada de grave aconteça com o motorista, enfatiza o comunicado.

Desde 2015, o Burkina Faso tem sido alvo de ataques terroristas contra posições das forças de defesa e de segurança e as populações civis, no norte do território nacional.

De acordo com um balanço oficial, 133 mortos foram registados em 80 ataques desde então.

A Cruz Vermelha contou mais de cinco mil deslocados desde janeiro último no norte do Burkina Faso.

-0- PANA NDT/BEH/DIM/DD 05maio2018

05 Maio 2018 13:37:50


xhtml CSS