Morte do senador americano Kennedy destacada na imprensa nigeriana

Lagos- Nigéria (PANA) -- A morte quarta-feira do senador norte- americano Edward M.
Kennedy, aos 77 anos de idade, após uma longa luta contra um tumor cerebral, foi amplamente destacada quinta-feira nos jornais nigerianos.
O diário privado "Punch" considerou o senador Edward Kennedy "uma figura influente do Partido Democrata que assumiu a defesa de uma das famílias políticas mais lendárias depois de os seus dois irmãos mais velhos terem sido assassinados".
Consagrando uma página inteira ao acontecimento, o jornal falou igualmente da reacção do Presidente norte-americano Barack Obama à morte do senador que afirmou que "eu tenho o coração quebrado".
Por seu turno, o influente "Guardian" consagrou duas páginas à morte, com títulos como "Líderes do mundo prestam homenagem a Edward Kennedy", "Edward Kennedy : virtudes e vícios", "Como o apoio de Kennedy garantiu a eleição de Obama" e "A morte de Kennedy coloca a dinastia familiar na dúvida".
"Os líderes do mundo prestam homenagem a Kennedy " (The Nation); "O leão do Senado norte-americano, Edward Kennedy, morreu" (Sun) e "Obama: Kennedy era o maior senador do nosso tempo" (Thisday) foram alguns títulos estampados na imprensa nigeriana.

27 Agosto 2009 22:18:00


xhtml CSS