Morreu célebre realizador burkinabe Idrissa Ouédraogo

Ouagadougou, Burkina Faso (PANA) – Idrissa Ouédraogo, grande realizador burkinabe de vários filmes, faleceu domingo em Ouagadougou, aos 64 anos de idade, soube-se de fonte próxima da sua família.

O Escritório Burkinabe de Direitos Auditorais  precisou que Ouédraogo morreu às cinco horas na madrugada de domingo último.

Primeiro Burkinabe a vencer o Garanhão de Ouro de Yennenga no Festival Pan-africano do Cinema e Televisão de Ouagadougou (Fespaco), Idrissa Ouédraogo realizou a sua primeira longa metragem em 1986, intitulada Yam daabo (que, no dialeto nacional, significa escolha).  
Em 1988 ,  ele fez Yaaba que obtém o Prémio da Crítica no Festival de Cannes em 1989 e o Prémio do Público no Fespaco, no mesmo ano.

Em 1990, ele realizou Tilaï, transposição duma tragédia grega na África Contemporânea e venceu o Grande Prémio do Júri em Cannes (França) em 1990, o Prémio da Melhor Longa Metragem no primeiro Festival do Cinema Africano de Milano (Itália) em 1991, bem como o Garanhão de Yennenga (Grande Prémio do Fespaco) no mesmo ano.

Em 1991, ele encenou La Tragédie du rei Christophe (Tragédia do Rei Christovão) de Aimé Césaire (escritor martinicano)  na comédia francesa.  

O seu filme Le Cri du coeur (Grito do Coração), realizado em 1994, obteve, no ano seguinte, o Prémio do Público durante o quinto Festival do Cinema Africano de Milano.

Durante a oitava edição deste evento, em 1998, ele recebeu o galardão de melhor longa metragem para Kini e Adams (1997 e, em 2001, ele produziu e realizou a telenovela bem-sucedida Kadi Jolie (Kadie Bonita).

Ele é comendador da Ordem Nacional Burkinabe e Cavaleiro da Ordem das Artes e Letras Francesas.

-0- PANA NDT/BEH/IBA/FK/DD 19fev2018

19 february 2018 12:17:03


xhtml CSS