Moção de censura contra Governo na Mauritânia

Nouakchott- Mauritânia (PANA) -- Pelo menos 32 deputados do Pacto Nacional para a Democracia e Desenvolvimento (PNDD, coligação integrada pela maioria presidencial na Mauritânia) apresentaram, segunda-feira, uma moção de censura contra o Governo do primeiro-ministro Yahya Ould Ahmed El Waghef, em funções há apenas dois meses, soube-se de fonte parlamentar.
Os deputados signatários da moção exigem a demissão do Governo "não representativo" da maioria cuja composição dizem ser fortemente marcada pelo regresso de vários antigos dignitários do regime do ex-Presidente Maaouya Ould Sid'Ahmed Taya, derrubado militarmente a 3 de Agosto de 2005.
Em contrapartida, os partidários do Governo acusam esses deputados de traduzir a vontade de alguns oficiais do Exército que governaram a Mauritânia durante o regime de transição.
Segundo as disposições da Constituição mauritana, a adopção duma moção de censura por maioria dos deputados que integram a Assembleia Nacional (Câmara Baixa do Parlamento) leva à demissão do Governo.

30 Junho 2008 19:59:00




xhtml CSS