Missão de solidariedade com mulheres guineenses vítimas de violências

Dakar- Senegal (PANA) -- Organizações da sociedade civil, membros do Grupo de Trabalho "Mulheres, Paz e Segurança", instaurado pelo Gabinete das Nações Unidas para a África Ocidental (UNOWA), efectuam a partir desta segunda-feira na Guiné-Conakry uma missão de solidariedade para as mulheres guineenses vítimas da repressão de 28 de Setembro último em Conakry Segundo um comunicado da ONG regional "Femme Africa Solidarité", coordenadora desta missão, a visita de solidariedade com as mulheres guineenses foi organizada com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Mulher (UNIFEM), do Fundo de Acção de Emergência (UAF) e do Fundo de Desenvolvimento das Mulheres Africanas (AWDF).
Estas organizações da sociedade civil pretende manifestar uma prova de solidariedade das mulheres do continente com as suas irmãs guineenses, bem como avaliar o impacto do conflito nas mulheres para propor acções e mecanismos de acompanhamento.
O grupo, que alimenta a esperança de designar um conselheiro de género junto do medianeiro da crise, o Presidente burkinabe Blaise Compaoré, vai instaurar igualmente um quadro de incitação à contribuição das mulheres para o processo de paz, nomeadamente a definição das estratégias de participação das mulheres na transição política e no processo de democratização do país.
A missão de solidariedade com as mulheres guineenses foi decidida depois da repressão pelo Exército a 28 de Setembro de 2009 de manifestantes reunidos num estádio em Conakry, que fizeram mais de 150 mortos e durante a qual várias mulheres foram violadas e agredidas.

15 Março 2010 12:20:00


xhtml CSS