Missão da CEDEAO faz seguimento do diálogo político com Cabo Verde

Praia, Cabo Verde (PANA) - Uma missão de alto nível da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) está desde segunda-feira, na capital cabo-verdiana, Praia, para fazer o seguimento do diálogo político regular com Cabo Verde, em relação a questões de desenvolvimento económico e à problemática da circulação de pessoas, apurou a PANA de fonte diplomática.

Chefiada pelo vice-presidente da Comissão da CEDEAO, Toga Gayewea McIntosh, a missão integra nove elementos, entre os quais, a comissária para as Finanças, Khady Ramatu Saccoh; e o comissário para os Assuntos Aduaneiros, do Comércio e Livre Circulação, Ahmed Hamid.

O controlador financeiro das Instituições da CEDEAO, Muhammad Sani Bello; o auditor-chefe interno das Instituições da CEDEAO, Mamadou Sidiki Traoré; o director-geral da Agência da CEDEAO, Xavier Crespim; o diretor-geral da Agência da CEDEAO contra a Lavagem de Capitais, Adama Coulibaly, figuram entre os outros membros da delegação da organização sub-regional.

Ao longo de três dias,  os responsáveis da organização sub-regional oese-africana vão abordar com as autoridades cabo-verdianas assuntos “relevantes” para uma melhor integração de Cabo Verde na CEDEAO.

Já na tarde de segunda-feira, decorreu um encontro de trabalho entre as duas delegações e contou com a participação do ministro das Relações Exteriores, Jorge Tolentino; da ministra da Administração Interna, Marisa Morais; da secretária de Estado Adjunta da Ministra das Finanças e do Planeamento, Esana de Carvalho, entre outras entidades.

Sobre o seguimento do diálogo político regular, as duas partes examinaram a questão da paz e segurança regional, a reforma institucional da CEDEAO, e a presença de quadros cabo-verdianos na estrutura da organização e políticas comerciais.

Para o setor do desenvolvimento económico, estão em agenda temas como o Acordo de Parceria Económica, a Tarifa Exterior Comum (TEC), as energias renováveis e os transportes.

De acordo com uma fonte diplomática cabo-verdiana, a problemática da circulação de pessoas, nomeadamente a posição nacional sobre esta questão, a documentação biométrica e o controlo de fronteiras, será discutida com a missão.

Constam igualmente da agenda as iniciativas em curso que envolvem Cabo Verde, como o programa bilateral de cooperação, a consolidação do ECREE (Centro Regional para Energias Renováveis e Eficiência Energética) e do IAO (Instituto da África Ocidental), e a promoção de infraestruturas com desígnio/pretensão regional.

-0- PANA CS/IZ 23junho2015

23 Junho 2015 23:55:11




xhtml CSS