Ministros africanos examinam texto do acordo de Paris

Paris, França (PANA) - Os ministros africanos devem examinar esta quarta-feira a versão final do acordo de Paris no quadro da 21ª Conferência das Partes na Convenção Quadro das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP21), anunciou Khaled Fahmy, ministro egípcio do Ambiente e presidente da Conferência Ministerial Africana sobre o Ambiente (AMCEN/CMAE).

Fahmy intervinha no quadro da celebração do dia de África, iniciada pela Comissão Económica das Nações Unidas para África, pela Comissão da União Africana e pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) e seus parceiros em redor do tema "Contribuições Previstas Determinadas a Nível Nacional: Implicações, Perspetivas e Estado de Preparação de África a contribuir para as soluções".

Ele anunciou que a versão do texto que deverá normalmente ser assinada por todas as partes no fim da conferência, sexta-feira, pelo que convidou os seus pares a analisar o documento com vista a aportar as modificações que acharem pertinentes.

O texto cuja conclusão final não pressagia nenhum futuro melhor para África suscita várias polémicas no seio dos negociadores e representantes da sociedade civil presentes em Paris.

O objetivo principal do Dia de África é fornecer uma plataforma e a possibilidade de examinar de maneira crítica o que o acordo pós-2015 sobre a mudança climática poderá significar para África e chamar a atenção do mundo para algumas medidas apresentadas por África como soluções na luta contra  a mudança climática.

Mais especificamente, o dia visa criar um ambiente propício a um discurso e um debate proativo e positivo sobre a consideração das prioridades e das preocupações em matéria de mudança climática de África nas negociações em curso conducentes a um novo acordo sobre a mudança climática.

-0- PANA IT/TBM/SOC/MAR/IZ 09dez2015

09 Dezembro 2015 11:17:25


xhtml CSS