Ministro do Orçamento recusa-se a deixar Governo na RD Congo

Kinshasa, RD Congo (PANA) - O ministro de Estado para o Orçamento da RD Congo, Pierre Kangudia, recusou-se a demitir-se do Governo do primeiro-ministro Bruno Tshibala, como solicitado pelo seu partido.

Numa declaração à imprensa terça-feira, no seu gabinete, o governante afirmou que, pelo contrário, ele vai deixar o seu partido, a União para a Nação Congolesa (UNC), liderado por Vital Kamerhe, e que ele representa no Governo.

Para Kangudia, a pressa  com que se conduziu este assunto é reveladora de uma conspiração contra a sua pessoa . "Não houve consulta, não fui consultado", lamentou o ministro de Estado.

Além disso, ele interrogou-se por que o delegado da UNC à Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI) não foi também notificado para demitir-se.

O presidente nacional da UNC, Vital Kamerhe, decidiu retirar o representante do seu partido no Governo de Tshibala, na sequência  de uma reunião  do bureau político do seu partido, ocorrido a 23 de outubro corrente, para avaliar o nível do implementação do Acordo Véspera de Ano Novo.

Para Kamerhe, a presença do membro do seu partido na equipa de Tshibala deixou de fazer sentido na sequência do Acordo de São Silvestre com vista a organizar eleições antes do final de 2017.

-0- PANA KON/IS/DIM/IZ 24out2017

25 Outubro 2017 13:19:41


xhtml CSS